Palavra 

Polícia Militar de Minas Gerais

Institucional

Portfólio de Serviços Operacionais


Portfólio de Serviços Operacionais

 


 

 

I – Policiamento a Pé


o policiamento a pé consiste na movimentação de policial militar por áreas residenciais, centros comerciais, praças públicas, ou locais de grande presença das pessoas nas atividades cotidianas, segundo uma escala de serviço específica e um itinerário programado no respectivo Cartão-Programa, baseando-se o emprego nos princípios e filosofia de Polícia Comunitária, tendo em vista prevenir e inibir a prática criminosa pela presença ostensiva.

 
 
 

 

 

 II – Radiopatrulhamento ou Patrulha de Atendimento Comunitário (PAC)


 a PAC é o tradicional instrumento de radiopatrulhamento, em que uma dupla de policiais militares atua no processo motorizado em veículo de quatro rodas, segundo iniciativa de seus integrantes, atendendo a pedidos formulados diretamente pela comunidade ou mediante empenho pelo sistema de teleatendimento de emergência policial; seu objetivo é resolver conflitos interpessoais, dar assistência emergencial e colaborar para a preservação da ordem pública.

III – Motopatrulha


 a Motopatrulha é integrada por 01(um) policial militar, utiliza a motocicleta como veículo policial, que aumenta consideravelmente a mobilidade e potencializa o atendimento e registro de ocorrências policiais. Tem ainda como objetivo a ocupação preventiva ou a reação imediata nos espaços de responsabilidade territorial, com vistas a criar um clima de segurança objetiva e subjetiva nas comunidades ou restabelecer a ordem pública. 

 

 

 

 

IV – Ciclopatrulha


a Ciclopatrulha é um serviço que exige qualificação especial, prestado no mínimo em dupla; utiliza a bicicleta tipo “mountain bike” como veículo policial, com aplicação de técnicas e táticas que aumentam consideravelmente a capacidade operacional do seu executor, a mobilidade em relação ao policiamento a pé; permite um estreito contato do policial militar com a comunidade. É executado cumprindo um itinerário programado no respectivo Cartão-Programa, baseando-se o emprego nos princípios e filosofia de Polícia Comunitária, potencializando a missão prevista para o policiamento a pé, além de suplementar os demais processos de policiamento. 

V – Base Comunitária (BC) e Base Comunitária Móvel (BCM)


a BC ou a BCM é um serviço preventivo prestado por uma equipe de policiais-militares para aplicação do “policiamento orientado para o problema” com o apoio da comunidade, que utiliza como referência uma edificação policial militar ou uma viatura - tipo trailer ou van adaptados - e outros processos, tais como: a pé, de ciclopatrulha, de motocicleta e motorizado. Tem como missão executar o policiamento ostensivo geral personalizado, conforme necessidade de cada comunidade para identificar, analisar e responder aos problemas de segurança pública e melhorar a qualidade de vida da comunidade local. 

 

 

 

 

VI – Patrulha de Prevenção Ativa (PPA)


a PPA é uma guarnição PM motorizada, em veículo de quatro rodas, integrada por 02 (dois) policiais militares, destinada a atuar de forma preventiva, através da alternância entre permanência em pontos-base (PB) e a realização de deslocamentos em itinerário de patrulhamento definido previamente pela Unidade; sua missão é atuar em zonas quentes de criminalidade (ZQC), a partir de mapeamento elaborado por analista criminal específico da Companhia PM em cuja subárea a PPA seja empregada. 

VII – Patrulha de Prevenção à Violência Doméstica


a Patrulha Prevenção à Violência Doméstica é uma guarnição PM, em veículo de quatro rodas, integrada por 02(dois) policiais militares, que prestam serviço de proteção à vítima real ou potencial, e têm a missão de desestimular ações criminosas no ambiente domiciliar. Essa atuação obedece a um protocolo de atendimento específico, regulado em norma própria e consiste na “segunda resposta” de intervenção em ocorrências dessa natureza, sendo que a “primeira resposta” é de competência das patrulhas do tipo PAC. A Patrulha de Prevenção a Violência Doméstica deverá atuar, sempre que possível, em conjunto com outros órgãos da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar do Município, visando um ciclo completo de atendimento a vítima. 

 

 

 

 

VIII – Patrulha de Policiamento Escolar


a patrulha de Policiamento Escolar utiliza-se de um veículo de quatro rodas, integrada por 01 (um) ou 02 (dois) policiais militares e atua com base em cartão-programa, em estabelecimentos de ensino, cujo objetivo é incentivar o relacionamento entre os educandários e a PM, aumentar o grau de confiabilidade de educadores, familiares e educandos, e coibir a prática de crime no interior do estabelecimento educacional, bem como no seu entorno. 

IX – Patrulha de Operações (POp)


a POp é uma guarnição integrada por 03(três) policiais militares, utiliza um veículo quatro rodas, atua nas subáreas das Companhias PM, com o desenvolvimento de operações policiais em locais estrategicamente definidos e apontados pelo mapeamento criminal e inteligência de segurança pública. 

 

 

 

 

X – Grupo Especial de Policiamento em Áreas de Risco (GEPAR)


o GEPAR é um grupo, cujas guarnições são integradas por 03(três) ou 04(quatro) policiais militares em veículos quatro rodas, com emprego em áreas de risco, aglomerados/vilas, cujo trabalho consista em ações de promoção social, de polícia preventiva e de reação qualificada. Tem por objetivo principal trabalhar com a prevenção do crime de homicídio nessas localidades, além de observar o contexto social, trazer segurança aos moradores, resgatar/consolidar a credibilidade da comunidade local para com a Polícia Militar e evitar que a população tenha sua rotina modificada por imposição de pessoas ou grupos envolvidos na criminalidade. 

XI – Patrulha de Prevenção e Reação a Assaltos a Bancos (PRABan)


a PRABan é uma guarnição PM, em veículo de quatro rodas, integrada por 03(três) policiais militares, atuando com armamento e equipamento adequados para pronta resposta. A patrulha é empregada em meio urbano com o objetivo de prevenir e reprimir ocorrências de assaltos ou arrombamentos a bancos, instituições financeiras, casas lotéricas, caixas eletrônicos, atuando, também, nos crimes relacionados à “saidinha de banco”, além de prevenir e reprimir outros golpes típicos. 

 

 

 

 

XII – Patrulha de Trânsito (PaTran)


a PaTran é integrada por 02(dois) policiais militares, quando utiliza veículo quatro rodas, podendo haver complementação por militar a pé ou em motocicleta; é empregada em meio urbano, tanto de forma preventiva, inibindo o cometimento de irregularidades/infrações de trânsito, garantindo a obediência à sinalização e a proteção dos condutores e pedestres, quanto de forma reativa, realizando apreensões, prisões e notificações de trânsito.

XIII – Patrulha Rural


a Patrulha Rural é uma guarnição PM, em veículo de quatro rodas, integrada por 02(dois) ou 03(três) policiais militares, atuando com armamento e equipamento adequados para pronta resposta. O policiamento em zona rural é uma atividade sistemática, de preservação da Ordem Pública, executada no meio rural, com o suporte de veículos apropriados, objetivando prevenir e reprimir delitos em fazendas, sítios, condomínios e cooperativas, dentre outros locais.

 

 

 

 

XIV – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD)


o PROERD consiste num esforço cooperativo entre a Polícia Militar, a escola e a família, aplicado nas instituições de ensino público e privado, por policiais devidamente treinados para esta atividade, e se destina a evitar que crianças e adolescentes iniciem o uso das diversas drogas, despertando-lhes a consciência para esse problema e também para a questão da violência, além de conscientizar e capacitar os pais para ajudar os filhos a resistirem às drogas e à violência por meio de curso específico ministrado na escola ou comunidade.

XV – Programa Jovens Construindo a Cidadania (JCC)


o programa JCC é constituído por um grupo de alunos que atuam dentro da escola, sempre com a supervisão dos professores e a orientação de um policial militar ou colaborador, e tem como meta principal criar um ambiente escolar mais saudável, livre das drogas e da violência, por intermédio de ações e o estímulo a mudanças comportamentais dos jovens alunos. 

 

 

 

 

XVI – Patrulha do Sossego


a Patrulha do Sossego utiliza-se de um veículo de quatro rodas, integrada por no mínimo 01 (um) policial militar, prioritariamente acompanhado por fiscais de posturas do Município, equipado com decibelímetro e devidamente treinado, e tem como objetivo efetuar atendimento nos locais e situações onde haja maior incidência de poluição sonora e perturbação do sossego. Pode atuar em conjunto com integrantes do Ministério Público e de outros órgãos da rede envolvida na temática, contribuindo para a legalidade e a transparência das medidas a serem adotadas. Atuará em atendimento a requisição do Ministério Público, em conformidade com o Código de Posturas do Município, nos casos de perturbação do sossego e trabalho em situações de reincidências de atendimentos, e nos casos de poluição sonora em que houver competência para atuação da Polícia Militar.

XVII – Grupo Especial para Prevenção Motorizada Ostensiva Rápida (GEPMOR)


o GEPMOR consiste no lançamento de guarnições de motopatrulhamento compostas por 03 (três) policiais militares, previamente selecionados e capacitados sobre a lógica da Prevenção Ativa e atuação no GEPMOR, com a missão precípua de dar recobrimento ao policiamento ordinário, notadamente nos aspectos de antecipação, presença e visibilidade dos pontos considerados, bem como a realização de operações ostensivas, tendo por característica principal a mobilidade urbana, objetivando principalmente prevenir ocorrências de roubos a mão armada com a utilização de motocicletas pelos infratores. 

 

 

 

 

XVIII – Grupo Especial para Atendimento à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco (GEACAR)/ Patrulha para Atendimento à Criança e ao Adolescente


o GEACAR é um grupo cujas guarnições (Patrulhas para Atendimento à Criança e ao Adolescente) são integradas por 02 (dois) policiais militares em veículos quatro rodas tipo furgão ou minivan. A missão do GEACAR é o desenvolvimento de ações/operações em conjunto com órgãos e entidades, com a finalidade de prevenir ou impedir a prática de atos infracionais, bem como prestar assistência e encaminhamento das crianças e adolescentes que se encontrem em situação de abandono.

XIX – Grupo Especial para Policiamento Turístico (GEPTur)/ Patrulha de Atendimento Turístico


o GEPTur – a Patrulha de Atendimento Turístico - é um grupo formado por policiais militares, preferencialmente empregados no processo de policiamento a pé (podendo ser empregado em veículos de quatro rodas) nos pontos turísticos de maior fluxo de pessoas e circulação de bens, com o objetivo de planejar e executar ações preventivas e reativas, nos casos de crimes envolvendo turistas. 

 

 

 

 

XX – Tático Móvel (TM)


o serviço TM é composto por Guarnições formadas com 03 (três) policiais militares e tem como objetivo principal o recobrimento às atividades de policiamento nas áreas de Batalhões e Companhias Independentes; é empregado em locais estrategicamente definidos e apontados pelo mapeamento criminal e inteligência de segurança pública, em ocorrências com maior grau de complexidade e na reação ao crime violento. 

XXI – Posto de Observação e Vigilância (POV)


o POV é um serviço composto por uma estrutura física elevada, devidamente identificada, dotada de aberturas laterais que permitem a observação de ampla área ao seu redor, tendo como efetivo escalado 03 (três) PM, que se revezam, ficando 01(um) de permanência no posto e (dois) em patrulhamento a pé. Tem o objetivo de potencializar a presença policial em áreas com grande aglomeração de pessoas ou bairros afastados que não recebem policiamento específico, garantindo a prevenção da criminalidade e a acessibilidade da população.

 

 

 

XXII – Equipes de Prevenção e Qualidade (EPQ)


as EPQ são equipes da Corregedoria e Subcorregedorias da Polícia Militar, que atuam motorizadas no ambiente operacional, composta por 04 (quatro) policiais militares, sendo Comandada por 01 (um) Oficial Subalterno, acompanhado de 01 (um) Subten/Sgt Auxiliar de Correição, 01 (um) patrulheiro e 01 (um) motorista, em viatura 04 (quatro) rodas caracterizada, devidamente equipada com material facilitador do trabalho. As EQP atuam em apoio ao atendimento de ocorrências policiais, garantindo a lisura e a transparência nas ações e operações, bem como contribuindo para que as atividades operacionais estejam em estrita consonância com os princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade e da eficiência; orientam o policiamento quando necessário; acompanham ocorrências de destaque ou que necessite da presença da Correição, evitando-se assim denúncias infundadas ou com o intuito de prejudicar militares que atuam no combate à criminalidade; atuam preventivamente e repressivamente, de maneira ostensiva e efetiva, inibindo a prática de desvios de conduta por parte dos policiais militares. As EQP das Subcorregedorias serão vinculadas tecnicamente a CPM. É obrigatório o lançamento de no mínimo 01 (uma) Equipe diária no âmbito da RPM. 

 

XXIII – Videomonitoramento (“Olho Vivo”)


o videomonitoramento consiste na presença real e potencial da PMMG nos locais públicos por meio do sistema de monitoramento em setores preestabelecidos, com a utilização de câmeras de vídeo instaladas em pontos estratégicos de grande incidência criminal. O videomonitoramento funciona por intermédio da observação permanente nos locais públicos, de forma a aumentar a eficiência e eficácia do policiamento preventivo, com o uso da tecnologia de informação. Para atendimento às demandas do sistema de 7 videomonitoramento, o policiamento deverá ser lançado em toda a extensão das localidades monitoradas, em vigilância essencialmente móvel. 

 

 

 

 

XXIV – Patrulha Unitária


a Patrulha Unitária realiza o policiamento preventivo com 01 (um) policial militar em viatura quatro rodas, com restrição de empenho. Tem a incumbência de realizar o policiamento comunitário na sua essência, proporcionando na área de atuação segurança objetiva e maior ostensividade. É vedado o emprego em áreas de risco. 

XXV – Patrulha de Prevenção ao Homicídio


a Patrulha de Prevenção ao Homicídio é uma guarnição composta por 03 (três) militares, integrantes da Equipe Tático-Móvel da UEOp, voltada para a redução da incidência do crime do homicídio. O foco da guarnição será a atuação nas causas primárias do delito, por meio da análise qualitativa de cada ocorrência (diagnóstico criminal) e levantamento da inteligência de segurança pública, proporcionando atuação reativa qualificada no enfrentamento dos conflitos interpessoais e envolvimento da comunidade na busca da solução dos problemas aflorados e consequente redução da incidência dos delitos de homicídio. 

 

 

 

XXVI – Polícia e Família


o serviço “Polícia e Família” consiste no emprego de um grupo de policiais militares, devidamente comandados e capacitados, num espaço de responsabilidade territorial delimitado. Sua missão é prestar o serviço policial essencialmente preventivo e de fácil acessibilidade ao público. Os policiais militares atuam no âmbito da família, como agentes de transformação e fortalecimento da coesão social, para o aumento do “capital social” no Estado de Minas Gerais, contribuindo para a solidez dos vínculos de vizinhança protegida e para a redução do crime.