Polícia Militar de Minas Gerais

Noticias Policias

separe os e-mails por vírgula

Operação da PMMG combate jogos de azar e possíveis fraudes contra a Loteria Mineira

10/11/2020

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) prendeu nessa segunda-feira (09.11) 41 pessoas pela prática ilegal de jogos de azar em Minas Gerais e possível fraude contra a Loteria Mineira. As prisões aconteceram durante operação, denominada Pandilha, deflagrada pela PMMG em 60 cidades mineiras. Ao todo, foram cumpridos 160 mandados de busca e apreensão pelos militares

De acordo com a chefe da Sala de Imprensa da PMMG, capitão Layla Brunnela, a operação teve início após o Sistema de Inteligência da PMMG identificar que locais credenciados pela Loteria Mineira para apostas esportivas e jogos instantâneos, como a Instantânea da Loteria Mineira, o Keno Minas, o Multiplix, o Minas 5, o TotoLot, o Speed Race e o TotoGol, além de comercializar os produtos mencionados, também exploravam jogos não legalizados como máquinas caça-níqueis, jogo do bicho, carteado, entre outros. “O combate a essa modalidade criminosa traz um impacto positivo na redução criminal em Minas porque ele se correlaciona a outros crimes como homicídio, o tráfico de drogas, a lavagem de dinheiro e o estelionato. Inclusive, algumas das pessoas presas tinham  passagens pela justiça por estelionato”, destacou.

A ação de combate à exploração ilegal dos jogos foi elogiada pelo diretor-geral da Loteria Mineira, Ronan Edgard dos Santos Moreira. Segundo ele, ao mesmo tempo em que impede o ilícito, a operação auxilia na expansão dos jogos chancelados pelo Estado. “No último dia 30 de setembro, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por unanimidade, que as loterias estaduais podem explorar os jogos em condições similares às da Caixa Econômica Federal. Sem dúvida, a sentença favorável do Supremo e a intensificação do combate aos jogos ilegais vão proporcionar um avanço dos jogos legalizados em Minas”, concluiu.

Além dos presos, foram apreendidas 55 máquinas caça níquéis, aparelhos celulares, televisores, computadores e uma série de materiais ilícitos relativos aos jogos de azar, contrariando as normas e autorizações expedidas pela Loteria Mineira.

Autor: PMMG