Polícia Militar de Minas Gerais

Noticias Policias

separe os e-mails por vírgula

Policiais femininas compõem a Guarda Bandeira do Batalhão de Polícia de Guardas

16/09/2020

A Guarda Bandeira é uma formação muito presente em solenidades militares. Buscando inovação e o aprimoramento da Guarda Bandeira, o Batalhão de Polícia de Guardas (BPGd), da PMMG implementou uma Guarda Bandeira composta somente por policiais militares femininas e realizou o primeiro treinamento em 15/9. As policiais militares destacaram-se nas atividades de ordem unida e hoje fazem parte do seleto grupo empregado em solenidades no BPGd. A criação de uma Guarda Bandeira Feminina pelo Batalhão de Polícia de Guardas é prova disso! Mulheres, mães, filhas e profissionais demonstrando que a confiança e representatividade são conquistas de todas as mulheres independente da profissão.
 
Mulheres e homens ocupam posições e responsabilidades iguais na Polícia Militar. A mulher é tão batalhadora quanto o homem, sabe usar as armas disponíveis no serviço e é parceira nas lutas do cotidiano policial. A atuação da policial feminina agrega conhecimento, agilidade, qualidades específicas e singulares nos processos de paz, proteção e prevenção da violência contra a sociedade ordeira. “A motivação para o emprego na Guarda Bandeira é justamente demonstrar que a mulher está cada vez mais presente em todos os espaços, conquistando de maneira justa e profissional o seu reconhecimento na sociedade”, destacou o comandante da unidade, Major Jackson Carlos da Costa Ramos.
 
Segundo o primeiro sargento Daniela Silva Oliveira Amador, componente da Guarda-Bandeira “A igualdade entre mulheres e homens deve ser respeitada, sendo que a realidade das policiais femininas não é diferente do cenário de desafios e dificuldades que se impõe às mulheres em geral. Fazemos parte de uma história em ascensão, onde a mulher ainda luta por direitos e conquistas na inclusão do mercado de trabalho. Mas há muito tempo, quartéis, campos de futebol, construção civil, e tantas outras profissões deixaram de ser territórios exclusivamente masculinos, o que demonstra que tais conquistas devem ser comemoradas com grande entusiasmo. Então nesse momento histórico de mais um passo na valorização, demonstração de força e capacidade da mulher, fazer parte da primeira Guarda-Bandeira feminina de Minas Gerais é um privilégio. Mulheres mineiras sintam-se representadas".
 
Desde a incorporação do quadro feminino na instituição, tendo como embrião a Companhia de Polícia Feminina de Belo Horizonte, as mulheres têm desempenhado missões importantes e fundamentais dentro do portfólio da PMMG. Destacando-se na área operacional, nas diversas modalidades de policiamento, na área administrativa, na área de formação de praças e oficiais e ocupando cargos de comando e participando do planejamento estratégico.
 
Criada em 29 de maio de 1981, tendo como comandante-geral o coronel Jair Cançado Coutinho, a primeira turma de policiais femininas formou 112 sargentos. 39 anos após, a PMMG conta com um efetivo de 3757 policiais femininas na ativa, entre oficiais e praças, e com 1714 que prestaram um valoroso serviço à sociedade mineira e, hoje, que integram o quadro de veteranas. 
 
Guarda-Bandeira 
 
A Guarda-Bandeira na PMMG é constituída por dez policiais militares: O Porta-Bandeira do Pavilhão Nacional, o Porta-Bandeira da Bandeira de Minas Gerais, o Porta-Estandarte da Unidade PM e os sete guardas da Bandeira. O Porta-Bandeira do Pavilhão Nacional será sempre um(a) Oficial Subalterno(a) ou Aspirante-a-Oficial, via de regra o mais moderno da Unidade. À direita do Pavilhão Nacional posicionar-se-á um Sargento que conduzirá a Bandeira de Minas Gerais. Outro Sargento (mais moderno que aquele), posicionar-se-á à esquerda do Pavilhão Nacional que será o Porta-Estandarte da Unidade. A seleção do Porta-Estandarte será realizada no âmbito dos Sargentos da Unidade, entre os mais modernos e distintos em conceito e destaque profissional.
 
TRADUÇÃO PARA O INGLÊS
 
Flag Guard is a very present formation in military ceremonies. Seeking innovation and the improvement of the Flag Guard, the PMMG Police Guards Battalion (BPGd) implemented a Flag Guard composed only of female military police officers and conducted the first training on 15/09.
 
The female police officers stood out in the activities of a united order and today they are part of the select group employed in BPGd ceremonies. The creation of a Female Flag Guard by the Police Guards Battalion is proof of that! Women, mothers, daughters and professionals demonstrating that trust and representativeness are achievements for all women regardless of the profession.
 
Women and men occupy equal positions and responsibilities in the Military Police. The woman is as hardworking as the man, knows how to use the weapons available in the service and is a partner in the daily police struggles. The role of the female police officer adds knowledge, agility, specific and unique qualities in the processes of peace, protection and prevention of violence against orderly society. "The motivation for employment in Flag Guard is precisely to demonstrate that women are increasingly present in all spaces, achieving their recognition in society in a fair and professional manner", highlighted the unit's commander, Major Jackson Carlos da Costa Ramos.
 
According to the first sergeant Daniela Silva Oliveira Amador, component of the flag guard “Equality between women and men must be respected, since the reality of female police officers is no different from the scenario of challenges and difficulties imposed on women in general. We are part of a rising story, where women still struggle for rights and achievements in the inclusion of the labor market. But barracks, soccer fields, civil construction, and so many other professions have long ceased to be exclusively male territories, which shows that such achievements must be celebrated with great enthusiasm. So, in this historic moment of another step in valuing, demonstrating the strength and capacity of women, being part of the first female Flag Guard in Minas Gerais is a privilege. Minas Gerais women feel represented!"
 
Since the incorporation of the female staff at the institution, with the Belo Horizonte Women's Police Company as an embryo, women have performed important and fundamental missions within the PMMG portfolio. Standing out in the operational area, in the various types of policing, in the administrative area, in the area of forming squares and officers and occupying command positions and participating in strategic planning.
 
Created on May 29, 1981, with Colonel Jair Cançado Coutinho as general commander, the first group of female police officers trained 112 sergeants. 39 years later, the PMMG has 3757 female police officers on active duty, including officers and officers, and 1714 who rendered a valuable service to mining society and, today, who are part of the veterans' staff.
 
Flag Guard
 
The Flag Guard at the PMMG is made up of ten military police officers: the Flag Holder of the National Pavilion, the Flag Holder of the Flag of Minas Gerais, the Flag Holder of the PM Unit and the seven Flag guards. The Flag Holder of the National Pavilion will always be a Subaltern Officer or Aspiring Officer, as a rule the most modern of the Unit. To the right of the National Pavilion will be a sergeant who will carry the Flag of Minas Gerais. Another Sergeant (more modern than that), will be positioned to the left of the National Pavilion which will be the Unit's Standard-bearer. The selection of Standard-bearer will be carried out within the scope of the Sergeants of the Unit, among the most modern and distinguished in concept and professional prominence.
 

 

Autor: Subten Deiwson Magal / Tradução: Maurício Félix, 3º Sgt PM