Palavra 

Polícia Militar de Minas Gerais

separe os e-mails por vírgula

Concerto da Orquestra Sinfônica da PMMG lota Palácio das Artes

13/06/2017

A noite do último dia 8 foi dedicado à música dentro da programação dos 242 anos da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). A Orquestra Sinfônica da Polícia Militar (OSPM) fez um concerto aberto ao público que lotou o Palácio das Artes. Militares e suas famílias, amantes da música clássica, estudantes, idosos e crianças, todos se emocionaram com um programa com dez músicas que passaram por Mozart até Amazing Grace.

Fundada em 1949, a OSPM é atualmente reconhecida como Patrimônio Cultural do Povo Mineiro e é a única orquestra sinfônica militar da América Latina. Ambos os motivos já convenceram o estudante de música Guilherme Henrique Monteiro Kal a prestigiar o concerto. “Isso mostra que segurança pode ir além de simplesmente evitar delitos, serve como forma de educação para a sociedade”, comentou o estudante.

Foi a segunda vez que Ivete Villela Nicoli assistiu uma apresentação da OSPM. A primeira havia sido durante a formatura de um primo que é militar. “Tinha vontade de ver mais, porque gosto de música clássica e acho que a orquestra da PM escolhe um repertório mais alegre”, disse Ivete, que disse ter se surpreendido com as participações do ballet da Associação Cultural Boas Novas e o Coral da Assembleia de Deus.


Após a apresentação de um repertório que mesclou o popular, tango até o erudito, para agradar os vários públicos presentes, Helder Freitas Dias, que é músico, disse o que mais gostou foi a execução de o Guarani. “Já acompanho a OSPM, e ela vem crescendo tecnicamente muito nos últimos anos. O repertório foi muito bom, aproxima o público da orquestra e o capitão Soares sempre faz isso, que é trazer a plateia pra junto do concerto”, analisou o músico.

Convidado a participar da música final do concerto, Amazing Grace, com um solo de gaita de fole galesa, o músico René Montiel disse que a apresentação teve um nível altíssimo e foi uma honra participar.

Segurança se faz com música

Para o regente titular da orquestra, capitão Antônio Vicente Soares, um dos lemas no Centro de Atividades Musicais (CAM), a qual a OSPM pertence, é que segurança também se faz com música. “Ficamos receosos se isso aconteceria, mas pessoas que foram no ano passado incentivaram outras pessoas a irem este ano, então queríamos uma noite de casa cheia sim”, afirmou capitão Soares, ao se referir ao Palácio das Artes como uma casa diferenciada, pelo glamour que tem e por ser própria para apresentações mescladas com orquestra, ballet e coral.

Os projetos sociais como, por exemplo, o Sábado Cultural e o Artistas da Paz, são alguns dos desenvolvidos pelos militares do CAM. Capitão Soares explica que, uma vez ao mês, acontece o Sábado Cultural, quando alunos de diversas escolas são recebidos para assistir apresentações. “Algumas dessas crianças estão em situação de risco e quando a orquestra se apresenta, apresenta os instrumentos, a gente vê nos olhos delas uma vontade de crescer e ser igual”, finalizou.


 

Autor: Killzy Lucena - PMMG