Polícia Militar de Minas Gerais

1ª Região de Polícia Militar - CPC


Conhecendo o Comando de Policiamento da Capital

                                                      

O Comando-Geral da PMMG percebendo o crescimento populacional da Capital Mineira, e portanto, uma maior atenção para a metrópole, viu a necessidade de investir no campo da segurança pública. Nesse contexto, no dia 19 de maio de 1976, através da Resolução nº 387-CG, foi instalado o Comando de Policiamento da Capital - CPC, um guardião para a comunidade belo-horizontina. O Comando de Policiamento da Capital, atualmente denominado 1ª Região de Polícia Militar, completa, neste ano de 2021, 45 anos de criação. Entretanto, o prédio que abriga a 1ª RISP (Administrações da Polícia Militar e Polícia Civil em Belo Horizonte) possui 96 anos e foi construído inicialmente para ser a sede da Alfândega de Minas Gerais. Atualmente o CPC possui 11 (onze) Unidades subordinadas (1º, 5º, 13º, 16º, 22º, 34º, 41º, 49º BPM, BPTRAN, 1ª Cia PM Ind PVD e CAA-1), além das 86 Bases de Segurança Comunitária distribuídas por toda cidade de Belo Horizonte, que são responsáveis pela segurança de aproximadamente dois milhões, quatrocentos e noventa e um mil habitantes inseridos em 487 bairros, segundo dados do IBGE. Todos os integrantes do CPC fazem parte dessa conquista e o lema “PROTEGENDO NOSSA CIDADE” é o que motiva a nossa trajetória, simbolizando o desmedido empenho em prol da comunidade belorizontina.

Atualmente o Comandante do Policiamento da Capital é o Coronel Webster Wadim Passos F. de Souza.

 

Histórico

Em 2005 o governo inaugura a 1ª Região Integrada de Segurança Pública da Capital (1ª Risp), reunindo, de forma pioneira, em um mesmo espaço físico, as duas forças policiais, na época a 8ª Região da Polícia Militar, atualmente 1ª RPM, também conhecida pela denominação de Comando de Policiamento da Capital - CPC e o 1º Departamento de Polícia Civil.

Primeira foto do prédio quando abirgava a Alfândega
 

A 1ª Risp ocupa um dos mais tradicionais prédios do Centro de BH. O prédio foi projetado por Luigi Signorelli, mesmo arquiteto que projetou o Automóvel Clube, o Palacete Falci e o Grande Hotel de Araxá. Foi sede da antiga Alfândega Seca de Belo Horizonte e abrigou também as secretarias de Estado de Agricultura e Turismo. O edifício, de estilo clássico, passou por um processo de restauração e revitalização que durou oito meses. O projeto de adequação, sob a supervisão do IEPHA-MG, respeitou as formas originais do prédio que ganhou rampas e um elevador que permitem o acesso a deficientes físicos e incluiu sinalização interna e externa, paisagismo e iluminação monumental. A restauração ainda contemplou acervo de obras de arte como seis telas de artistas mineiros do início do século, como Genesco Murta e Aníbal Mattos.

Fotos: Arquivo IEPHA

Com a inauguração da 1ª Risp, o Governo do Estado deu mais um passo na consolidação da política de integração das ações de segurança pública, iniciada em agosto de 2004, com a integração operacional das forças policiais e o treinamento em conjunto.

Foram investidos cerca de R$ 1,2 milhão na restauração, reforma e adequação do prédio da sede da 1ª RISP. Os recursos para as obras foram uma parceria da Secretaria de Estado de Minas Gerais com o Governo Federal.

Assim, em reconhecimento à excelência do trabalho diuturno dos nossos profissionais, o Comandante do Policiamento da Capital agradece e parabeniza todos os policiais militares e funcionários civis integrantes do CPC, que na atividade operacional e na área administrativa, propiciaram uma segurança real e de qualidade na nossa Capital, elevando, assim, o respeito da população à nossa Polícia Militar.

O grande objetivo do Comando da Primeira Região e de seu efetivo é ser um referencial de segurança pública no Estado prestando serviço de qualidade para a valorização da vida e garantia do patrimônio, contribuindo assim para que a cada dia Belo Horizonte se transforme na melhor cidade para se viver.

Assessoria de Comunicação Organizacional da 1ª RPM